Friday, February 22, 2008

mc Daganja


release original do site :


Um, nove, nove, oito foi o ano da iniciação, o bairro: Águas Claras, periferia de Salvador. CDP, Conexão dos Periféricos era o nome do grupo. Um tempo depois, a convite de DJ Mario ele ingressa no quarteto Verbo de Malandro, onde dividia os microfones com Tiziu e Luciano Baiano, malocas da Boca do Rio. Testemunhas da Periferia foi a quadrilha seguinte, rebatizada Testemunhaz a gang lhe rendeu o primeiro registro fonográfico intitulado “A Vida nos ensina”, EP com sete faixas gravado de forma independente e custeado pela própria banda, CD por sinal que recebeu ótimas criticas pela musicalidade e conteúdo das letras. Infelizmente a banda acabou, mas a amizade entre os membros não se desfez por conta disso. E ele não parou por aí, ao lado de Dimak e Fall, MC´s remanescentes da extinta Testemunhaz e atuais integrantes do Loquaz, volta a cena desta feita sob o nome Stereo, quarteto completado pelo excelente DJ Indio (idealizador da mixtape “Todo o Dom que Deus nos Reservou” - Coletivo 071) esse foi o último passo antes de entrar para o Afrogueto grupo que faz parte. O Afrogueto tem as suas origens no rap, mas não dispensa suas raízes baianas em suas apresentações, é um convite ao teatro musical, 3 Mc´s, Dj, percussão, backing vocal é sua formação. A biografia acima é de Alan dos Santos, mais conhecido na cena soteropolitana como ( Daganja) , que está gravando em parceria com a Freedom Soul Records e a Couro de Rato produções, seu primeiro disco solo. Disco autentico de rap pelas músicas que já ouvi, rua, espiritualidade, amor, batalha, são alguns dos assuntos transformados em rimas pelo gangueiro em questão. Ouvi ai uma prévia do quem vem por aí.

http://www.myspace.com/mcdaganja

1 comment:

Tojagal said...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.